08 março, 2010

Dia Internacional das Mulheres


E hoje, queridas, escrevo a nós mesmas.

Nós, que estamos em cada canto desse mundo. De voz doce e amável, que cuida e distribue carinho. Que sonha e amamenta um novo ser como parte de sua vida. Vocês, lindas, meigas e delicadas que usam suas mãos, braços, força, e enfrentam o mundo, todos os dias.

Vocês com coragem e garra que defendem seus interesses e princípios. Lindas e doces, em qualquer parte do mundo, falando a língua que houver, com suas várias cores de pele e blush, mas com os mesmos traços... a mesma essência... Mulheres de todos os tempos, iluminadas. Dando a luz aos filhos do Pai, servindo e amparando. Sendo amparadas. Mulheres desajuizadas e pecadoras. Sonhadoras e audaciosas. Avós, mães, irmãs, filhas... Mulheres. Lindas Mulheres! Parabéns, todos os dias, por enfrentar seus medos, angustias e dores. Parabens por insistirem, por sorrir e chorar. Parabéns pela coragem e vontade de viver. Parabéns, mulheres. Por sua doce participação na incrível vida, da vida.

Hoje, quero falar também de uma amiga que foi reconhecida e deve ser parabenizada, especialmente como nós.
Querida Ana Nery, enfermeira brasileira. Viu seus filhos e irmãos convocados a uma guerra. Voluntariou-se. Foi a guerra. Lutou, tratando e amparando! Voltou mãe de órfãos que acolheu. Foi reconhecida e hoje tem o meu agradecimento, meu e do mundo.
A Enfermagem é uma ciência, é uma arte. Parabéns Enfermeiras de todo o mundo que enfrentam uma guerra, todos os dias!
Parabéns, médicas, professoras, donas de casa,...
Parabéns minhas queridas amigas, moças, mas mulheres.
Parabéns Mulheres do mundo!



viva arca

Um comentário:

Carolina Santa disse...

elogio e homenagem veradadeiramente comovente. partilho!